IMPLANTE DENTÁRIO

                                 

Implantes dentários são pinos de titânio semelhantes a um parafuso, presos no osso maxilar (dentes de cima) ou no mandibular (dentes de baixo). O implante ficará no lugar da raiz do dente que foi extraído ou quebrado, e é nele que será instalado o dente artificial. Alguns casos são mais simples, já em outros é necessário “preencher” o osso para dar mais suporte ao implante. Este processo é conhecido como enxerto ósseo, e normalmente o osso utilizado no procedimento vem do próprio paciente, ou é utilizado um biomaterial de origem suíça chamado Bioss. O encaixe da prótese pode ser imediata (carga imediata)  ou pode ser necessário esperar um tempo, dependendo de cada caso. Funcionando como “raízes” artificiais, permitem a reabilitação estética e a mastigação, trazendo qualidade de vida social ao paciente. A cirurgia é simplificada, em consultório, com anestesia local e duração de aproximadamente, uma hora. Durante o período de cicatrização, é utilizada uma prótese provisória. A recuperação é tranquila, quando o paciente respeita as regras do pós-operatório, sobretudo no que diz respeito ao uso de medicamentos e à higienização da boca. A prótese sobre implante por ser para um dente, para um grupo de dentes, e pode ser para todos os dentes da arcada. Protocolo Completo é o nome técnico para a dentadura fixa  Neste caso, dependendo de cada paciente, apenas 4 pinos implantados podem ser suficientes para a fixação firme da dentadura fixa.

tipo de implante mais recomendado na atualidade é o ósseo integrado que se mostrou uma revolução no tratamento de pacientes parcial ou totalmente desdentados.

  • Implantes ósseo integrado: — são implantados por meio cirúrgico diretamente no osso maxilar. O período da ósseo integração  leva em média 4 a 6 meses dependendo da região a receber o implante. Após este período, uma segunda cirurgia é necessária para ligar o implante ao meio bucal, nesta fase o cirurgião dentista remove a gengiva que está recobrindo o implante e finalmente, um dente artificial (ou dentes) é conectado ao implante, individualmente, ou agrupado em uma prótese que pode ser de dois tipos:
  • Prótese Protocolo: — Prótese total implanto suportada e implanto retida, fixada sobre 4 a 8 implantes em média, este tipo de prótese é parafusada e retirada apenas pelo seu dentista, é uma prótese que confere boa estética e é uma ótima opção para quem pretende fugir da dentadura, o único inconveniente é que este tipo de prótese é mais difícil de ser higienizada pois todos os dentes são conectados entre si, exigindo bastante cuidado do paciente. Pode ser feita em resina ou porcelana.
  • Prótese Overdenture: — Prótese total removível sobre implante, este tipo de prótese é mais barata que a prótese protocolo porque exige menos implantes (2 a 6 em média) e é confeccionada em resina. Esta prótese é como uma dentadura, porém, tem um encaixe em uma barra que conecta os implantes à prótese, conferindo a esta mais estabilidade e retenção. Esta prótese pode ser retirada pelo paciente e por isto a sua higienização é facilitada.

 

IMPLANTES DENTÁRIOS SEM CORTES

Os implantes dentais sem cortes ou Cirurgia Guiada são a mais recente técnica para trazer conforto e rapidez. A partir de uma tomografia computadorizada, podemos ter uma imagem virtual das arcadas, que permite a colocação dos implantes nessas mesmas imagens e definir previamente a correta posição dentro do osso. Alta tecnologia e experiência. Mas vou explicar como funciona. Pode ser usada em pacientes que usam a famosa dentadura e querem fixar seus dentes em implantes, ou para aqueles que estão em vias de perder todos os dentes, ou apresentam poucos em condições de tratar. E também pode ser utilizada para colocar implantes dentais unitários (individuais) ou múltiplos para pontes fixas de 3 dentes ou mais.

DENTADURA TOTAL

 Pede uma tomografia computadorizada da arcada toda. Consiste na colocação dos implantes através de um programa de computador, na arcada dentária virtual em 3D, numa situação ideal, otimizando o posicionamento do implante para a futura prótese.  Depois de concluída essa etapa, o resultado do planejamento virtual é enviado pela internet para um laboratório avançado, onde é feito a guia cirúrgica para a cirurgia guiada. A guia é enviada à clinica e é usada no dia da cirurgia para orientar as colocações dos implantes sem necessitar do corte da gengiva com lâmina de bisturi e sem precisar de pontos no final. A prótese fixa sobre implantes não muda com a cirurgia guiada. Só que para o profissional é muito mais tranquilo o seu planejamento. Isso porque já pode ver que tamanho de pilar protético tem que usar antes de chegar nessa fase. O exame de tomografia 3D possibilita isso, ou seja, vemos o projeto da prótese antes de ela existir em boca. Com isso podemos planejar melhor o caso.

Os casos de 1 implante dental individualizado, ou dois um ao lado do outro, ou ainda implantes dentários em pontos isolados na boca também é possível usar essa técnica. A sequência de trabalho muda um pouco. Mas é necessário que o local não possua mais o dente a pelo menos 90 dias. O paciente pode usar uma ponte móvel provisória durante essa espera. O dente fixo sobre o implante, é colocado em até 60 ou 90 dias, conforme cada caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *