HALITOSE

A halitose é uma alteração do hálito que o torna desagradável, podendo significar ou não uma mudança patológica. É um sinal indicativo de que alguma disfunção orgânica (que requer tratamento) ou fisiológica (que requer apenas orientação), esteja acontecendo. A halitose não significa apenas uma doença, mas também, uma alteração das condições fisiológicas como por exemplo a halitose matinal, que a maioria das pessoas têm. A halitose em geral é um problema de saúde com consequências sociais e econômicas, morais e psicoafetivas serias. A halitose também é conhecida como hálito fétido, mau hálito, fedor da boca.
A halitose geralmente está associada à existência de cáries e a má higiene bucal, porém pode ter outra origem como a respiratória, (sinusite e amidalite) digestiva, (erupção gástrica, dispepsia, neoplasias e úlcera duodenal) e a de origem metabólica e sistêmica (diabetes, enfermidades febris, alterações hormonais, secura da boca, estresse).
Descrevem-se, a seguir, as diversas causas associadas à halitose:
1. Halitose fisiológica (da manhã)
2. Dieta
3. Desidratação
4. Hipossalivação
5. Stress psicológico
6. Alterações morfológicas da língua
7. Halitose essencial
8. Língua saburrosa
9. Próteses porosas
10. Higiene oral deficiente
11. Doença periodontal
12. Cárie dentária
13. Cicatrização de feridas cirúrgicas
14. Neoplasia
15. Estomatite
16. Quisto dentígero
17. Miíase
18. Amigdalite
19. Faringite
20. Sinusite
21. Patologia das adenóides
22. Patologia das fossas nasais
23. Presença de corpos estranhos
24. Ingestão de alimentos com odor intenso
25. Tabagismo
26. Medicamentos
27. Absorção de substâncias pela pele ou mucosas
28. Hipoglicemia
29. Alterações intestinais
30. Alterações hepáticas
31. Alterações pulmonares
32. Alterações renais
33. Alterações gástricas
34. Diabetes
35. Hipertermia
36. Febre reumática
37. Distúrbios neuro-psíquicos
38. Reticuloendotelioses não lipídicas
39. Escorbuto
40. Doenças raras
– Magroglobulinemia
– Herpes simples
– Hemofilia
– Doença de Von Willebrand
– Crioglobulinemia
– Anemia aplástica
– Policitemia vera
– Agrunolocitose
– Leucemia
– Mononucleose
– Púrpura trombocitopénica
– Trombocitemia
– Sífilis
– Doença exantemática
– Hemorragia interna
– Granuloma eosinofílico
– Doença de Letterer-Siwe
– Doença de Hand-Schüller-Christian
– Granulomatose de Wegner
– Noma oro-facial

Prevenção:

1. Realize diariamente, após as refeições, uma boa higienização dos dentes com o uso do fio-dental e escova macia. É muito importante a prevenção às doenças, ou seja, aprender a técnica correta de escovação com o cirurgião dentista.

2. Fazer a limpeza da língua delicadamente com uma técnica adequada, que deve ser selecionada de acordo com o seu grau de formação de saburra lingual.

3. Fazer refeições regulares, a cada 3 horas, dando preferência a alimentos fibrosos, para estimular uma maior produção de saliva.

4. Tomar no mínimo 2 litros de líquido diariamente, pois isso aumenta a produção de saliva e hidrata o organismo e a boca, prevenindo a formação de placa bacteriana.

5. Não utilizar enxaguatórios bucais com álcool, que ressecam a boca e induzem a formação de placa bacteriana.

6. Controlar seu nível de estresse com alimentação saudável, exercícios físicos regulares e uma rotina de lazer e/ou relaxamento.

7. Se ocorrer sangramento em sua gengiva ao escovar os dentes ou utilizando o fio dental, procurar um Cirurgião Dentista. Se o problema for somente a Gengivite, aprender a técnica correta de escovação resolverá o problema; entretanto, se houver doença periodontal, é fundamental procurar ajuda especializada, com um especialista em Doenças da gengiva (Periodontista).

8. Evitar o consumo excessivo de alimentos que possam alterar o odor do hálito (alimentos odoríferos):
alimentos com alto teor de proteína e gordura animal (salame, mortadela, etc.);
alimentos com alto teor de enxofre (repolho, couve flor, etc., além de alho e cebola crus ou em excesso);
Evitar o consumo excessivo de café e de bebidas alcoólicas, especialmente se estiver estressado(a) ou ansioso(a).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *